Garanta já sua Assinatura. Cupom de 10% desconto "fevereiro10".

O Que São Alimentos Orgânicos, São Melhores Do Que Não Orgânicos?

Os alimentos orgânicos explodiram em popularidade nas últimas duas décadas.

Na verdade, os consumidores dos EUA gastaram US$39,1 bilhões em produtos orgânicos em 2014.

A popularidade não parece estar diminuindo, visto que as vendas aumentaram mais de 11% de 2014 a 2015.

Muitas pessoas pensam que os alimentos orgânicos são mais seguros, saudáveis ​​e saborosos do que os alimentos normais.

Outros dizem que é melhor para o meio ambiente e o bem-estar dos animais.

Este artigo compara objetivamente alimentos orgânicos e não orgânicos, incluindo seu conteúdo de nutrientes e efeitos na saúde humana.

O que são Alimentos Orgânicos

O termo “orgânico” se refere ao processo de como certos alimentos são produzidos.

Alimentos orgânicos foram cultivados ou cultivados sem o uso de produtos químicos artificiais, hormônios, antibióticos ou organismos geneticamente modificados.

Para ser rotulado como orgânico, um produto alimentício deve estar livre de aditivos alimentares artificiais.

Isso inclui adoçantes artificiais, conservantes, corantes, aromatizantes e glutamato monossódico (MSG).

Cultivos orgânicos tendem a usar fertilizantes naturais como estrume para melhorar o crescimento das plantas. Animais criados organicamente também não recebem antibióticos ou hormônios.

A agricultura orgânica tende a melhorar a qualidade do solo e a conservação das águas subterrâneas. Também reduz a poluição e pode ser melhor para o meio ambiente.

Os alimentos orgânicos mais comumente comprados são frutas, vegetais, grãos, laticínios e carne. Hoje em dia também existem muitos produtos orgânicos processados ​​disponíveis, como refrigerantes, biscoitos e cereais matinais. Veja também quantas frutas, devemos comer por dia.

Alimentos Orgânicos Podem Conter Mais Nutrientes

cesta organica verduras legumes frutas

Estudos comparando o conteúdo de nutrientes de alimentos orgânicos e não orgânicos forneceram resultados mistos.

Isso é provavelmente devido à variação natural no manuseio e produção de alimentos.

No entanto, as evidências sugerem que os alimentos cultivados organicamente podem ser mais nutritivos.

VEJA TAMBÉM: Quais são os legumes mais nutritivos?

Cultivos Orgânicos têm mais Antioxidantes e Vitaminas

Vários estudos descobriram que os alimentos orgânicos geralmente contêm níveis mais elevados de antioxidantes e certos micronutrientes, como vitamina C, zinco e ferro.

Na verdade, os níveis de antioxidantes podem ser até 69% maiores nesses alimentos.

Um estudo também descobriu que frutas e milho cultivados organicamente continham 58% mais antioxidantes e quantidades até 52% maiores de vitamina C.

Além disso, um estudo relatou que substituir frutas, vegetais e cereais regulares por versões orgânicas pode fornecer antioxidantes extras na dieta. Isso era comparável a comer 1-2 porções extras de frutas e vegetais diariamente.

As plantas orgânicas não dependem de sprays de pesticidas químicos para se proteger. Em vez disso, eles produzem mais de seus próprios compostos protetores, a saber, antioxidantes.

Isso pode explicar em parte os níveis mais elevados de antioxidantes nessas plantas.

Os Níveis de Nitrato são Geralmente Mais Baixos

Cultivos orgânicos também mostraram ter níveis mais baixos de nitrato. Na verdade, estudos têm mostrado que os níveis de nitrato são 30% mais baixos nessas culturas.

Os altos níveis de nitrato estão associados a um risco aumentado de certos tipos de câncer. Veja também nosso artigo sobre como os alimentos orgânicos podem ajudar a prevenção de câncer.

Eles também estão ligados a uma condição chamada metemoglobinemia, uma doença em bebês que afeta a capacidade do corpo de transportar oxigênio.

Dito isto, muitas pessoas acreditam que os efeitos nocivos dos nitratos foram exagerados. Os benefícios de comer vegetais superam em muito os efeitos negativos.

Laticínios e Carnes Orgânicas Podem ter um Perfil de Ácidos Graxos mais Favorável

Leite orgânico e produtos lácteos podem conter níveis mais altos de ácidos graxos ômega-3 e quantidades ligeiramente maiores de ferro, vitamina E e alguns carotenóides.

No entanto, o leite orgânico pode conter menos selênio e iodo do que o leite não orgânico, dois minerais essenciais para a saúde.

Uma revisão de 67 estudos descobriu que a carne orgânica continha níveis mais altos de ácidos graxos ômega-3 e níveis ligeiramente mais baixos de gorduras saturadas do que a carne convencional.

Uma maior ingestão de ácidos graxos ômega-3 tem sido associada a muitos benefícios à saúde, incluindo a redução do risco de doenças cardíacas.

Menos Produtos Químicos e Bactérias Resistentes

cesta organica plantacao tomate organico

Muitas pessoas optam por comprar alimentos orgânicos para evitar produtos químicos artificiais.

As evidências sugerem que o consumo desses alimentos pode reduzir sua exposição a resíduos de pesticidas e bactérias resistentes a antibióticos.

Um estudo descobriu que os níveis de cádmio, um metal extremamente tóxico, eram 48% mais baixos em produtos orgânicos. Além disso, os resíduos de pesticidas eram quatro vezes mais prováveis ​​de serem encontrados em culturas não orgânicas.

É importante observar que os níveis mais elevados de cádmio e resíduos de pesticidas em produtos cultivados convencionalmente ainda estavam bem abaixo dos limites de segurança.

No entanto, alguns especialistas temem que o cádmio possa se acumular no corpo com o tempo, podendo causar danos. Lavar, esfregar, descascar e cozinhar os alimentos pode reduzir esses produtos químicos, embora nem sempre os remova completamente.

No entanto, as evidências sugerem que o risco de exposição a resíduos de pesticidas em alimentos é pequeno e improvável que cause danos.

Como a agricultura orgânica não usa antibióticos em animais, esses produtos geralmente contêm níveis ligeiramente mais baixos de bactérias resistentes a antibióticos.

Alimentos Orgânicos Têm Benefícios Para a Saúde?

Existem algumas evidências sugerindo que os alimentos orgânicos trazem benefícios à saúde.

Por exemplo, vários estudos de laboratório descobriram que seu maior teor de antioxidantes ajudava a proteger as células contra danos. E estudos em animais mostram que as dietas orgânicas podem beneficiar o crescimento, a reprodução e o sistema imunológico.

Um estudo também relatou que galinhas alimentadas com dieta orgânica apresentaram ganho de peso reduzido e tinham sistemas imunológicos mais fortes.

Estudos observacionais em humanos relacionaram os alimentos orgânicos a um menor risco de alergias e eczema em crianças e bebês.

Um grande estudo observacional com 623.080 mulheres não encontrou nenhuma diferença no risco de câncer entre aquelas que nunca comeram alimentos orgânicos e aqueles que os comeram regularmente.

Outro estudo descobriu que os níveis de antioxidantes eram mais elevados em homens que seguem uma dieta orgânica. No entanto, este estudo foi pequeno e não randomizado.

Quando 16 pessoas seguiram uma dieta orgânica ou convencional por dois períodos de 3 semanas, aqueles na dieta orgânica tiveram níveis ligeiramente mais elevados de certos antioxidantes em sua urina. No entanto, este estudo também teve limitações que podem ter causado as diferenças.

Infelizmente, simplesmente não há evidências suficientes disponíveis para confirmar que os alimentos orgânicos beneficiam mais a saúde humana do que os alimentos convencionais.

Mais estudos de alta qualidade são necessários.

Como Saber se Você Está Comprando Produtos Orgânicos?

Há mais de 15 anos, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento estabelece os procedimentos de avaliação do valor orgânico dos alimentos e há um processo rigoroso de auditoria para que seja comprovado e certificado.

O Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica (SisOrg) concede um selo que garante que um alimento oferecido é, de fato, natural e livre de alterações químicas. Para ser considerado orgânico, o processo produtivo deve contemplar o uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais, respeitando relações sociais e culturais.

No entanto, existem os produtores que ainda estão em processo de mudança e obtenção da certificação. Então, na hora de ir à feira, vale conversar com o feirante para saber a origem dos alimentos expostos.

“Normalmente eles avisam que estão vendendo produtos sem defensivos agrícolas e que ainda estão caminhando em direção ao certificado, cujo processo demora um pouco. Mas é fácil notar a diferença. Você vê o produto ao lado de outros exemplares maiores e ele vai te explicar que é porque o processo de produção dele é natural, sem agrotóxicos”, ensina a nutricionista.

Segundo Simone Rocha, vale muito a pena procurar lugares específicos na hora de fazer as compras. “Também existem as feiras de orgânicos em diversos locais do Brasil, com produtos certificados. E eles vão ter o prazer de explicar toda a produção e os benefícios de alimentos sem defensivos agrícolas”, finaliza.

Além disso, em geral o alimento orgânico é mais saboroso do que aquele produzido por métodos convencionais. Pelas leis da economia, a procura é o que estimula a oferta – ou seja, quanto maior o número de pessoas que procuram produtos orgânicos, maior será a disposição de produzi-los, o que com o tempo resulta em preço menor e mais qualidade.

Conclusão

Os alimentos orgânicos podem conter mais antioxidantes e nutrientes do que os alimentos normais, embora as evidências sejam contraditórias.

O consumo de alimentos orgânicos também pode reduzir sua exposição a produtos químicos artificiais, hormônios e bactérias resistentes a antibióticos.

No entanto, muitas vezes custa mais e pode estragar mais rápido.

Além disso, não está claro se tornar-se orgânico traz benefícios adicionais à saúde.

Comprar produtos orgânicos é uma escolha que você deve fazer com base em suas preferências e valores pessoais.

Conheça agora mesmo Alimentos Orgânicos de verdade, basta acessar nosso Catálogo de Produtos.

cesta organica pessoa segurando legumes

Leia Também

Quero receber Ofertas por email.