6 Motivos que te Farão Investir na Alimentação Orgânica - Cesta Orgânica
16425
post-template-default,single,single-post,postid-16425,single-format-standard,theme-bridge,bridge-core-2.2.9,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,columns-3,qode-child-theme-ver-1.0,qode-theme-ver-21.6,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive
 

6 Motivos que te Farão Investir na Alimentação Orgânica

cesta organica beterra com folhas

6 Motivos que te Farão Investir na Alimentação Orgânica

Você sabia que os alimentos orgânicos são de grande importância quando o assunto é alimentação saudável? Os alimentos orgânicos reúnem uma série de benefícios e agem no organismo promovendo a saúde e prevenindo doenças de maneira eficaz, a longo prazo. No entanto, nós sabemos que muitas são as dúvidas sobre o por que consumir alimentos orgânicos, por isso, neste artigo eu vou compartilhar com você, 7 motivos que te farão investir em uma alimentação orgânica ainda hoje!

1 – Alimentos orgânicos são mais saborosos

As frutas e legumes orgânicos são muito mais saborosos que os alimentos produzidos com pesticidas e agrotóxicos. Os alimentos orgânicos permanecem com as suas principais características naturais preservadas, pois não possuem intervenção artificial e são colhidos na época certa. Possuem mais nutrientes e fitoquímicos e tem o seu tempo atual de amadurecimento respeitado pelo produtores e isso faz toda a diferença no sabor final. De acordo com uma pesquisa realizada, o Órgão das Nações Unidas para a Alimentação e a agricultura (FAO), o Brasil foi incluído entre os países onde há exagero no uso de agrotóxicos, portanto, neste sentido, é aconselhado a consulta no site da ANVISA, para buscar reconhecer os produtos contaminados, que ainda estão disponíveis no mercado.

cesta organica alho poro

2 – Alimentos orgânicos são mais nutritivos

Os produtores de alimentos orgânicos, optam utilizar uma série de técnicas de agricultura sustentável, que trata e recupera o solo e o mantém fértil de forma natural. Por isso, os alimentam possuem todas as vitaminas, minerais e proteínas que deveriam ter, no entanto, os alimentos que provêm de solos fertilizados artificialmente são infinitamente mais pobres. Esses nutrientes são fundamentais para nos proteger dos efeitos nocivos dos agrotóxicos. De acordo com os resultados de uma pesquisa realizada em Chicago (Estados Unidos) e, publicada no “Journal of Applied Nutrition“, existe uma acentuada diferença no conteúdo de alguns minerais essenciais do alimento orgânico, em relação aos convencionais, os alimentos possuem em média 63% a mais de cálcio; 73% a mais de ferro; 118% a mais de magnésio; 178% de molibdênio; 91% de fósforo; 125% de potássio; 60% de zinco e menos 29% de mercúrio.

3 – Alimentos orgânicos não possuem agrotóxicos

De acordo com um estudo realizado pela UNESP (Universidade do Estado de São Paulo), que revelaram que cenouras cultivadas sem fertilizantes ou pesticidas, por exemplo, têm mais vitamina A e betacaroteno que as de culturas convencionais. O Brasil é um dos maiores consumidores de agrotóxicos do mundo. O mercado movimenta mais de 2,5 bilhões de dólares ao ano, e são utilizadas cerca de 250 mil toneladas de produtos, com diversas composições e finalidades. Muitos destes são proibidos na Europa, por exemplo, isso porque há diversos estudos que demonstram a relação deles com alergias, câncer, doenças neurológicas e doenças autoimunes, como lúpus, por exemplo.

4 – O consumo de alimentos orgânicos fortalecem a economia local

Seja nas feiras de orgânicos ou nas caixas entregues em casa, a negociação é feita diretamente com os pequenos produtores. Essa compra estimula a agricultura familiar e distribui melhor a renda em um País tão desigual como o nosso, portanto, o consumo de alimentos orgânicos fortalecem a economia local de forma sustentável.

cesta organica macas

5 – Promova a variação do seu cardápio

Comprar alimentos orgânicos de cooperativas e de pequenos produtores pode gerar uma grande variedade de alimentos do seu cardápio. Existem alguns sites onde você paga um valor mensal e recebe semanalmente caixas com frutas, verduras e legumes que foram produzidos naquela semana, isso pode facilitar muito a sua vida e fazer com que a compra automatizada de marcado saia um pouco da rotina. Invista na sua saúde!

6 – Preserva a sua saúde e a saúde dos agricultores

A alimentação orgânica além de preservar a sua saúde, preserva também a saúde dos agricultores. A produção orgânica de alimentos é uma das recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) para reduzir o índice de doenças decorrentes do padrão ‘moderno’ de alimentação, que hoje já alcança 70% dos casos relatados. Quem mais sofre com a utilização dos agrotóxicos são os trabalhadores rurais, que lidam diretamente com os produtos. Mesmo utilizando uma certa proteção, dificilmente ela será suficiente para acabar com os efeitos nocivos produzidos pelos produtos tóxicos. A maioria deles apresenta doenças de pele, câncer e problemas respiratórios, digestivos e até neurológicos.
Investir em uma alimentação orgânica é muito mais saudável e pode transformar a sua realidade. Os benefícios da alimentação orgânica são inúmeros para a sua saúde, para o meio ambiente e para o mercado local. Investir em você é fundamental!

cesta organica chicoria

Referências:

  • http://www.fao.org/brasil/en/
  • http://portal.anvisa.gov.br/
  • https://www.unesp.br/
  • https://www.who.int/eportuguese/countries/bra/pt/
  • https://www.scimagojr.com/journalsearch.php?q=51833&tip=sid&clean=0
  • https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/152714/mendon%C3%A7a_ar_me_jabo.pdf?sequence=3&isAllowed=y
  • https://apublica.org/2019/06/afinal-o-brasil-e-o-maior-consumidor-de-agrotoxico-do-mundo/
  • https://blog.alelo.com.br/alimentos-organicos-sao-mais-saudaveis-e-nutritivos/


×