Veneno na mesa: conheça os alimentos mais contaminados por agrotóxicos - Cesta Orgânica
17414
post-template-default,single,single-post,postid-17414,single-format-standard,theme-bridge,bridge-core-2.2.9,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,columns-3,qode-child-theme-ver-1.0,qode-theme-ver-21.6,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive
 

Veneno na mesa: conheça os alimentos mais contaminados por agrotóxicos

cesta organica agricultor aplicando uso de agrotoxico

Veneno na mesa: conheça os alimentos mais contaminados por agrotóxicos

Durante muito tempo, a presença de agrotóxicos nos alimentos dividiu opiniões. Mas atualmente sabemos que é perigoso utilizar determinados tipos e quantidades de agrotóxicos.

O INCA (Instituto Nacional do Câncer) relata os principais efeitos dos agrotóxicos à saúde, dentre eles podemos citar:

  • Ardência, irritação e alergias na pele, nariz, boca e garganta;
  • Tosse e coriza;
  • Dor no peito e dificuldade de respirar;
  • Vômitos, náuseas e diarreia;
  • Dor de estômago e de cabeça;
  • Fraqueza e tremores;

 
Em casos mais sérios, de longa exposição, pode ocasionar problemas mais graves como câncer e distúrbios no sistema nervoso central. A Organização Mundial de Saúde (OMS) registra mais de 20 mil mortes decorrentes do consumo de agrotóxicos, por ano.

Por isso é extremamente importante saber o que está entrando na sua casa, pois o veneno pode estar sobre a mesa e ao ingeri-lo você pode estar causando danos à sua saúde, inclusive colocando sua vida em risco. Antes de saber quais os alimentos mais contaminados por agrotóxicos, é interessante entender porque estas substâncias ainda são utilizadas.

Presença de agrotóxicos nos alimentos

No início da década de 60, com o objetivo de aumentar a produtividade na agricultura surgiu a necessidade de modernizar esse setor, a partir disto ocorreu a Revolução Verde. A revolução Verde foi caracterizada pelo uso de máquinas, sementes modificadas e agrotóxicos no setor agrícola.

Ao pensar em agrotóxicos associamos automaticamente aos tóxicos inseridos na agricultura, cuja finalidade depende do tipo de agrotóxico utilizado e vai desde o controle de pragas até alterações na composição de alguns alimentos.

No entanto, seu uso causa implicações tanto na saúde dos seres vivos, dentre eles o ser humano, quanto no meio ambiente, contaminando inclusive a água de rios e lençóis freáticos.

Quando um alimento é exposto a agrotóxicos, pode até ficar mais atrativo visualmente, mas não se engane: nas cascas e películas dessas frutas e vegetais escondem-se um perigo para sua saúde.

Esses “defensores da agricultura” surgiram na Segunda Guerra, onde eram utilizados como armas químicas. A partir daí dá para perceber que seu uso não é tão confiável.

Entretanto, alguns agricultores afirmam que existe a necessidade de seu uso, principalmente no combate de pragas e insetos indesejáveis. Assim alguns tipos de agrotóxicos são permitidos e existe também uma quantidade mínima permitida nos alimentos, no entanto isso não é respeitado. A seguir você descobrirá através de que alimentos esse veneno chega à sua mesa.

Quais os alimentos mais contaminados por agrotóxicos?

O Brasil é considerado um dos maiores consumidores de agrotóxicos do mundo.

O Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos de Alimentos investigou e coletou aproximadamente 2.500 amostras de 18 tipos de alimentos consumidos pelos brasileiros, em seguida analisou a incidência de agrotóxicos: tanto se a quantidade utilizada ultrapassava o nível permitido quanto a presença de agrotóxicos não autorizados.

cesta organica ranking 18 alimentos com agrotoxicos

Dentre os alimentos analisados, o pimentão apresentou a maior quantidade de lotes contaminados (91,8%) e apenas a batata não apresentou nenhum lote contaminado. Mais da metade dos lotes de alface, pepino e morango estavam entre os itens mais contaminados.

Como reduzir a presença de agrotóxicos no cotidiano

Depois dessas informações alarmantes é provável que você esteja preocupado, ainda mais sabendo do risco que está correndo. Mas não se preocupe, é possível reduzir o consumo de agrotóxicos e até mesmo se livrar deles de uma vez por todas.

cesta organica lavando batata

Para isto, disponibilizamos algumas dicas:

  • Lavar bem os alimentos: Deve-se lavar as frutas, verduras e hortaliças com água corrente, detergente neutro e uma esponjinha para higienizar a casca;
  • Descartar as folhas mais externas: as primeiras folhas que ficam do lado de fora do vegetal possuem uma maior concentração de agrotóxicos;
  • Descascar as frutas de casca fina: As frutas com casca fina concentram uma maior quantidade de agrotóxicos, por isso devem ser lavadas com água corrente e detergente, seguido do enxágue e retirada da casca.
  • Opte pelos alimentos da época: esses alimentos possuem menos resíduos de agrotóxicos pois não precisam destas substâncias para progredir na lavoura já que é a época da safra.
  • Cuidado com vegetais muito perfeitos: os agrotóxicos deixam as frutas e verduras mais resistem e maiores, o que os deixa com aspecto muito perfeitinho.

 
No entanto, mesmo seguindo todos esses passos ainda é arriscado consumir alimentos com níveis elevados de agrotóxicos e não tem como diferenciar visualmente. Portanto, o melhor a se fazer é priorizar os alimentos orgânicos que são livres dessas substâncias químicas, inclusive é possível comprar uma cesta orgânica sem sair de casa.



×