Garanta já sua Assinatura. Cupom de 10% desconto "fevereiro10".

Vitamina K – Prevenção de Osteoporose

A vitamina K não é uma estrela da micronutrição, mesmo assim, ainda desempenha um papel essencial na prevenção de osteoporose, manutenção adequada de tecidos cardiovasculares e, é claro, na coagulação do sangue.

É de fato sábio não subestimar sua importância e assegurar uma ingestão diária satisfatória.

Função e Formas da Vitamina K

É uma vitamina que foi identificada nos anos 1920, 1940. Sua descoberta valeu um Prêmio Nobel de Medicina em 1943 para os 2 pesquisadores que foram capazes de isolar e sintetizá-la.

Esta vitamina existe em várias formas moleculares com propriedades equivalentes e tudo pertencendo ao grupo de Quinonas.

  • Vitamina K1: ou fitometadiona é produzida pelas plantas.
  • Vitamina K2: ou menaquinona que é sintetizada por bactéria.
  • Ambas as formas são solúveis em gordura, solúvel em óleo, mas não em água. É necessário ainda mencionar a vitamina K3, uma forma sintética, menadiona, que não é mais usada para consumo humano, porque frequentemente gera efeitos colaterais indesejáveis, náusea, e mais.

Benefícios para Saúde da Vitamina K

Ela está envolvida em variedade de funções essenciais pelo corpo todo, incluindo:

  • Metabolismo ósseo
  • Função cerebral
  • Coagulação do sangue
  • Função do fígado
  • Função do rim
  • Função pancreática

A pesquisa também mostra que a vitamina pode ser protetora contra certas doenças crônicas, potencialmente devido ao seu papel como agente antioxidante e anti-inflamatório. As condições seguintes podem particularmente se beneficiar dela.

Doença Cardiovascular

Aterosclerose, uma condição caracterizada por acúmulo de placa e calcificação, endurecimento, nas artérias, é uma das causas líderes de doença cardiovascular pelo mundo. Algumas proteínas que neutralizam o acúmulo de placa são dependentes de vitamina K.

Estudos indicam que a ingestão regular alta pode atenuar calcificação de placa, oferecendo efeitos cardioprotetores. As artérias coronárias, do coração, e artérias renais, do rim, parecem beneficiar mais a partir da vitamina. Como resultado, este nutriente pode ser protetor contra doença cardíaca coronária e doença renal crônica.

cesta organica kiwi vitamina k

Diabetes Tipo 2

Diabetes tipo 2 é uma condição crônica caracterizada por hiperglicemia, açúcar alto no sangue, resistência para insulina, e secreção da insulina disfuncional. Controlar açúcar no sangue é uma das maneiras chaves para controlar diabetes tipo 2.

Pode apoiar a regulação de açúcar no sangue por melhorar a sensibilidade de insulina. A ingestão alta de longo termo da vitamina K é também associada com risco menor para desenvolver diabetes tipo 2. A calcificação arterial e rigidez foram associadas com um risco maior para doença crônica renal.

Doença Hepática

O fígado é o local principal para síntese de fatores de coagulação e inibidores. A doença hepática causa danos ao tecido do fígado, levando à disfunção da coagulação. Pessoas com doença hepática tendem a vivenciar sangramento prolongado, aumentando risco de mortalidade.

Em pacientes com doença hepática avançada, a deficiência de vitamina K e níveis menores de plasma de fatores de coagulação sanguínea e inibidores foram observados.

A administração de vitamina K não foi apontada a de forma significativa melhorar níveis ou fatores de coagulação dependentes. Mais pesquisa é necessária para entender a relação com o fígado.

Osteoporose

A nutrição é uma das formas chaves para apoiar a saúde óssea, e vários estudos mostram que vitamina C, vitamina D, e vitamina K são nutrientes importantes para saúde óssea ótima. A vitamina K2 regula o remodelamento e força óssea, reduzindo risco de desenvolver uma fratura óssea em pessoas acima da idade de 50.

A ingestão baixa e níveis de plasma baixos de vitamina K são associados com risco alto de fraturas ósseas. As investigações futuras em relação às dosagens adequadas e formas da vitamina são necessárias para totalmente entender seu papel no apoio ósseo.

Fontes de Vitamina K

A maioria das dietas norte americanas contém uma quantidade adequada de vitamina K, por exemplo. Muitos alimentos contêm vitamina K, incluindo feijão, produtos laticínios, frutas, legumes, carne, frutos do mar e aves.

Na média, os adultos norte americanos consomem em torno de 20 mcg acima da ingestão adequada recomendada de 90 mcg para mulheres e 120 mcg para homens. Tendências indicam que a ingestão de vitamina K declina com a idade, com apenas um terço dos homens com mais de 70 anos atendendo as recomendações.

Consumir regularmente os alimentos ricos em vitamina K e considerar suplementos de vitamina K pode ser benéfico para algumas pessoas. Os vegetais verdes folhosos são uma boa fonte de vitamina K.

VEJA TAMBÉM: Legumes e Verduras do Verão

Fontes Dietéticas

Na América do Norte, por exemplo, o espinafre e brócolis estão entre as fontes mais comuns de vitamina K1. As boas fontes de vitamina K2 incluem alimentos fermentados como queijo azul, kimchi, e chucrute.

Não houve toxicidade relatada para consumo da vitamina no alimento, assim, não há limite superior tolerável estabelecido, então comer muito destes alimentos ricos em nutrientes é geralmente considerado seguro. Comer alimentos com vitamina K com fonte saudável de gordura, como abacate, pode ajudar a melhorar a absorção.

Os 5 alimentos ricos em vitamina K:

  • Brócolis, cozido a partir de congelado, sendo 162 mcg para 1 xícara
  • Kiwi tem 73 mcg para 1 xícara
  • Couve crua, 113 mcg para 1 xícara
  • Espinafre cru tem 145 mcg para 1 xícara
  • Mirtilos crus têm 28 mcg para 1 xícara

cesta organica mirtilo vitamina k

Suplementos

Está incluída em muitos suplementos multivitamínicos, e várias formas de vitamina K1 e K2 são também vendidas como produtos ingredientes únicos. A vitamina K1, MK-4, e MK-7 são alguns dos tipos de suplemento mais populares.

A maioria dos estudos usando suplementos não relata efeitos adversos sérios, no entanto, algumas pessoas indicam vivenciar efeitos colaterais gastrointestinais. Se for paciente, verificar com o profissional de saúde antes de adicionar um novo suplemento para o regime.

Precauções com a Vitamina K

Os níveis de vitamina K podem impactar coagulação, que pode levar aos níveis perigosos de perda de sangue. Ser criança, ter um distúrbio de má absorção, ou tomar certos remédios pode levar às complicações relacionadas.

Deficiência

Pessoas com deficiência de vitamina K podem vivenciar sangramento excessivo, desenvolvimento ósseo precário, e um risco maior de doença cardiovascular e osteoporose.

Para a maioria, a deficiência dessa vitamina clinicamente significativa é improvável, mas, grupos seletos têm um risco maior. Bebês durante as primeiras semanas de vida são mais prováveis de vivenciar sangramento relacionado com deficiência da mesma.

O sangramento de deficiência de vitamina K pode ser fatal em bebês. Felizmente, uma administração única de vitamina K1 no nascimento foi descoberta para prevenir efetivamente esta condição para a maioria dos recém-nascidos.

Para todas as idades, certas complicações de saúde podem também levar à deficiência dela. Pessoas com distúrbios de má absorção podem não absorver adequadamente.

As condições gastrointestinais como fibrose cística, colite ulcerativa, e síndrome do intestino curto, podem levar à absorção baixa de vitamina K. Uma dieta rica em vitamina K ou suplementos podem ser necessários para alcançar objetivos nutricionais.

cesta organica brocolis vitamina k

Leia Também

Quero receber Ofertas por email.