A importância da Alimentação Orgânica para o Desenvolvimento Infantil
16393
post-template-default,single,single-post,postid-16393,single-format-standard,theme-bridge,bridge-core-2.2.9,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,columns-3,qode-child-theme-ver-1.0,qode-theme-ver-21.6,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive
 

A importância da Alimentação Orgânica para o Desenvolvimento Infantil

cesta organica agriao

A importância da Alimentação Orgânica para o Desenvolvimento Infantil

Uma alimentação saudável é de fundamental para o desenvolvimento do ser humano, principalmente para o desenvolvimento infantil. De acordo com o guia alimentar da Organização Mundial da Saúde (OMS), recomenda que após o período de 6 meses de idade, a complementação alimentar de bebês é muito importante para a adequação nutricional e para a prevenção da morbimortalidade na infância. Neste artigo, vamos compartilhar com vocês a importância de uma alimentação orgânica para o desenvolvimento saudável na infância. Confira!

Alimentação orgânica complementar para bebês

A partir dos 6 meses de idade, a alimentação dos bebês deve ser complementada, pois somente o leite materno não pode suprir todas as necessidades nutricionais da criança. De acordo com Who (1998), o alimento complementar pode ser definido como qualquer alimento dado durante o período de alimentação complementar e que não seja leite materno. Os alimentos complementares podem ser preparados especialmente para a criança ou podem ser os alimentos consumidos pelos demais membros da família, modificados para atender às habilidades e necessidades da criança.

De acordo com estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS), a complementação alimentar para crianças, deve obedecer um tempo mínimo para ser executada e, embora sua promoção deva ser realizada por profissionais da saúde e sua execução através dos pais, o sucesso final da ação depende principalmente de políticas governamentais que sejam adequadas e da participação de toda a sociedade.

A alimentação infantil deve ser saudável e segura

Quando se fala em alimentação complementar infantil, muitos pais buscam por praticidade a acabam se rendendo as diversas patinhas encontradas nas prateleiras do supermercado. No entanto, muitos desses alimentos, são sobrecarregados de conservantes, e de acordo com o manual da OMS, e possuem metais, como o chumbo, cádmio, arsênico e mercúrio, podem prejudicar o cérebro e também o sistema nervoso de uma criança, e inclusive causar perda permanente da capacidade intelectual.
Além disso, consumir esses metais tóxicos também pode causar problemas comportamentais, como o TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade). É por esse motivo, que apostar em uma alimentação natural, preparada em casa e com produtos orgânicos, deve ser prioridade.

cesta organica macas desenvolvimento infantil

Benefícios da alimentação orgânica para o desenvolvimento infantil

De acordo com a pesquisa realizada pela Academia Americana de Pediatria, os vegetais orgânicos apresentam níveis muito baixos em pesticidas e também oferecem uma maior quantidade de nutrientes para o organismo. A alimentação orgânica é mais saudável porque foram plantados e cultivados de forma natural, sem a utilização de agrotóxicos ou conservantes, substâncias estas que podem causar danos a saúde humana.

Como incluir alimentos orgânicos na dieta infantil?

A alimentação orgânica, deve ser ingerida a partir dos 6 meses de idade da criança, preferencialmente quando a ingestão de alimentação complementar for indicada pelo pediatra. Quando antes a criança for exposta a uma alimentação natural e orgânica, mais fácil será a sua adaptação. Outra forma de incluir uma alimentação saudável no cardápio das crianças, é inserir as mesmas no seu processo de preparo, esta atividade além de ser afetiva e educativa, pode gerar curiosidade dos pequenos para alimentos naturais e mais saudáveis. Além disto, é interessantes levar as crianças para comprar os legumes, frutas e vegetais e até mesmo investir na criação de uma horta caseira.

cesta organica laranja valencia

Em vez de optar por alimentos industrializados, facilmente encontrados nas prateleiras dos mercados, opte por fazer as próprias papinhas. De acordo com apontamentos da Sociedade Brasileira de Pediatria (2006), o planejamento da papinha salgada deve conter nutrientes favoráveis ao crescimento saudável do bebê. Para isso deve conter os seguintes grupos alimentares: cereal ou tubérculo, alimento protéico de origem animal, leguminosas e hortaliças.

Investir em uma alimentação orgânica é investir na sua saúde e na saúde e no desenvolvimento dos seus filhos. Assim, a alimentação orgânica é fundamental para uma alimentação complementar balanceada e para assegurar a garantia de práticas saudáveis que visam o melhor desenvolvimento infantil das crianças. Para Giugliani (2004), é importante incluir novos alimentos para a crianças, de forma gradual e um de cada vez, para que o paladar da criança se acostume aos poucos.
Por último, não desista se caso o seu filho rejeitar os novos alimentos, em média, uma criança precisa ser exposta a um novo alimento de oito a 10 vezes para que o aceite bem. A alimentação orgânica é fundamental para a construção de uma vida mais saudável, invista na sua saúde!

cesta organica cebola

Referências:

  • https://www.who.int/eportuguese/countries/bra/pt/
  • https://www.who.int/whr/1998/en/whr98_en.pdf?ua=1
  • http://www.ibfan.org.br/documentos/outras/nov%202004%20giugliane.pdf
  • https://www.aap.org/
  • https://www.sbp.com.br/
  • https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_alimentar_criancas_menores_2anos.pdf
  • https://institutopensi.org.br/blog-saude-infantil/alimentos-organicos-para-criancas/
  • https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/ALIMENTACAO_COMPLEMENTAR_MS.pdf


×