Alimentos Agroecológicos

cesta organica terra nas maos para plantio

Alimentos Agroecológicos

Tendo como fundadora Ana Maria Primavesi, a agroecologia é um modo de enxergar o contexto natural e cultivar de forma a gerar menos impactos no ambiente. Dentro desse contexto, surgem práticas de manejo e cultivo que vão de encontro aos ensinamentos agroecológicos.

Sendo assim, estamos nos referindo ao cultivo agroecológico e orgânico. Para entendermos mais sobre esses dois modelos, e sobre seus derivados, os alimentos agroecológicos e os alimentos orgânicos, respectivamente, hoje falaremos um pouco sobre suas características e como diferenciá-los.

Contexto Histórico

Durante a Revolução Verde, ocorrida em 1960, pacotes tecnológicos, bem como modelos imutáveis de cultivos surgiram nos Estados Unidos. Rapidamente, com o advento de tecnologias voltadas ao agro, esse modelo, que servia especificamente para aquela região, passou a ser implantado pelo mundo.

O que deveria ser uma revolução alimentar, se tornou um desastre, visto que o modelo não sofria adaptações aos demais locais. O que ocasionou, como impacto ambiental, a longo prazo, solos compactados e impossibilitados de cultivo, e consequentemente, uma queda na produtividade.

Na contramão, os movimentos agroecológicos demonstraram que não é preciso muita tecnologia e industrialização para produzir muito. Para tanto, eram necessárias algumas técnicas tradicionais de cultivo, como rotação de cultura, adubação natural e sistemas agroflorestais.

Sendo assim, surgiu um movimento alimentar amigo da terra e da natureza, e sem veneno, que atualmente, é responsável pela movimentação de R$100 bilhões, só em 2020, de acordo com a Euromonitor Internacional.

O que são alimentos agroecológicos?

cesta organica - alimentos agroecológicos - plantacao cebola

Por achamos que tanto os alimentos agroecológicos quantos os orgânicos se trata da mesma coisa, acabamos por confundir os dois segmentos. Entretanto, há diferenças marcantes entre os dois.

Como falamos acima, a agroecologia é um movimento que vai na contramão ao sistema convencional de produção de alimentos. Para tanto, a cultura agroecológica sempre pensa em todos os constituintes de uma plantação, desde a terra, o homem, a semente, dentre outros, e tenta preservar ao máximo todos.

Sendo assim, os alimentos agroecológicos são sempre produzidos em sistemas agropecuários, onde há o aproveitamento de tudo dentro desse sistema, sem o desperdício, e o mínimo de insumos externos.

Outro fator importante a ser ressaltado é que por ser uma prática conservacionista, ou seja, com o mínimo de interferência humana na natureza, a produção desses alimentos visa sempre imitar a natureza. Para tanto, as plantações visam manter a diversidade, e assim, visam produzir em um mesmo espaço várias espécies.

Desse modo, há a conservação do solo, já que o mesmo não é esgotado com uma monocultura e não se torna inútil para plantações futuras. Logo, podemos afirmar que as práticas agroecológicas, bem como os seus alimentos, seguem uma linhagem da agricultura familiar, visto que boa parte desse conhecimento que imita a natureza, a mínima interferência do espaço e a independência de insumos externos são características intrínsecas dessa agricultura.

Portanto, podemos dizer que os alimentos agroecológicos são livres do pacote tecnológico incutido nos produtores. Logo, são livres de agrotóxicos, crescem a partir de sementes crioulas, e, portanto, não transgênicas; possuem uma variedade de sabor, cor e forma, e são provenientes de espaços que preservam a natureza.

Qual a diferença entre agroecológico e orgânico?

Agora que já sabemos o que caracteriza um alimento agroecológico, bem como as práticas agroecológicas, é preciso diferenciar esses dois modelos produtivos, já que são muito confundidos.

De modo geral, podemos dizer que os alimentos orgânicos podem ou não ser alimentos agroecológicos. Isso significa que os produtos orgânicos podem não ter sido produzidos de acordo com as diretrizes da agroecologia, ou até podem ter sido produzidos dentro desses parâmetros.

Ou seja, eles podem até não ter agrotóxicos e transgênicos no meio da sua produção, entretanto, as suas práticas agrícolas podem não ser conservacionistas. Isso significa que o meio de produção não está muito focado no contexto da produção em si, e por isso, não leva em conta a conservação do solo, e dos outros membros da produção.

Por outro lado, os alimentos agroecológicos levam em consideração todo esse contexto.

Desse modo, os orgânicos são conhecidos como os alimentos caros que são vendidos no supermercado. Já os alimentos agroecológicos nem se quer, muitas das vezes, consegue alcançar as gôndolas.

Onde encontrar os alimentos agroecológicos?

cesta organica foto de cliente cesta familia na mesa

Dentro desse cenário, é de suma importância frisarmos que buscar consumir alimentos agroecológicos traz benefícios não só para você consumidor final, que estará investindo na melhoria da sua qualidade de vida. Mas também, estará ajudando aquele ou aquela agricultor ou agricultora familiar a se sustentar. E principalmente, a levar os derivados do seu trabalho à mesa de muitas pessoas.

Entretanto, encontrar alimentos agroecológicos pode não ser uma tarefa muito fácil. Porém, o segredo está onde você busca por eles. Se você pensa que irá achá-los no supermercado, você está enganado.

Por outro lado, se a sua escolha for as feiras agroecológicas locais ou promovidas por universidades que apoiam essa iniciativa, ou até online recebendo em sua casa, como é o caso com a Cesta Orgânica, você está no lugar certo.

Conclusão

A agroecologia é um ramo da ciência agronômica que visa o cultivo de alimentos dentro de um sistema de agropecuária. Onde toda a produção é levada em conta e reciclada. Bem como todos os componentes do sistema importam e devem ser preservados.

Dessa forma, a agroecologia se monta para servir de contramão ao sistema convencional de produção de alimentos. Atualmente, os seus derivados, os alimentos agroecológicos, são a porta de entrada para conhecermos o trabalho de agricultores familiares. Além de produzirem alimento de qualidade, sem agrotóxicos e transgênicos. Os produtores, com os seus produtos, querem o tão esperado reconhecimento que merecem por sustentar toda a cadeia produtiva alimentar do Brasil nas suas costas.

Conheça um pouco sobre Ana Primavesi

YouTube video


×